Arquivo da tag: Planejamento estratégico

As 5 Forças de Porter

As 5 Forças de Porter

O modelo de análise das 5 Forças de Porter publicado em 1979 na Harvard Business Review é utilizado até hoje em análises de mercado, tanto para determinar a atratividade (valor) desse mercado, como para se obter informações para fundamentar um planejamento estratégico de lançamento de um novo produto ou serviço, ou para um reposicionamento no mercado.

Embora o ambiente de negócios, hoje, seja muito mais sofisticado do que há 30 anos, quando do lançamento do artigo, os princípios básicos do modelo continuam válidos e permitem uma análise rápida e simples do ambiente de competição, sem a necessidade de se ser um especialista em planejamento estratégico, para se fazer essa análise.

Continuar lendo

Estratégia de Globalização para PMEs

Lançamos um livro sobCopy of cover4-estrategiademundializacaore Estratégia de Mundialização – Globalização – para Pequenas e Médias Empresas, as PMEs.

Este livro foi escrito em parceria com um amigo, Mário Luís Magnani, e nosso objetivo não é oferecer uma “receita de bolo” ou algum plano estratégico, no sentido convencional ou acadêmico.

Nossa preocupação maior foi a de procurar desenvolver uma visão global, e sistêmica, para que o empreendedor possa ter uma noção do todo o ambiente que o envolve e das influências externas que direta e indiretamente afetam e afetarão, no futuro, o seu negócio.

Então, este livro, como se poderia classificar nas áreas de conhecimento? Em negócios? Em administração? Em acadêmico? Em auto-ajuda?  Em todas elas!

Neste projeto exercita-se a Transdisciplinaridade e a visão sistêmica da realidade.

O empreendedor, para seu sucesso, além de ter que ter claro o conceito de globalização e o conceito de empreendedorismo, deverá ter uma visão panorâmica do ambiente que o rodeia e conhecimento das várias ferramentas disponíveis para buscar e viabilizar o sucesso de seu empreendimento.

Continuar lendo

Estratégia Oceano Azul – Blue Ocean Strategy – Parte 4

7. Executar a estratégia na sequência correta, o Quarto Princípio

A sequência inicia com a utilidade para o consumidor, segue o preço, depois o custo e, finalmente, a adoção.

  • Tem uma utilidade excepcional para o consumidor, a idéia do negócio? Se sim, continuar, para próximo passo. Se não, é preciso repensar.
  • O preço é acessível para a massa de consumidores? Se sim, continuar. Se não, repensar.
  • Pode-se limitar o custo, para obter o lucro, no preço estratégico definido? Se sim, continuar. Se não, repensar.
  • Quais são as barreiras para adotar o produto/serviço, quando na atualização da idéia do negócio?  Essas barreiras estão sendo, de antemão, previstas? Se sim, continuar. Se não, repensar.

Continuar lendo

Planejamento Estratégico

Quando se fala em planejamento estratégico, por vezes, se associa com papelada, teorias da velha escola, uma tarefa enfadonha e interminável, e assim por diante.

Mas na verdade é um procedimento natural e embutido nas atividades praticadas diariamente. Planeja-se o melhor percurso para ir ao escritório.
Planeja-se quando se vai às compras. Planeja-se as férias. E assim se faz com diversas outras tarefas e atividades diárias (profissionais e pessoais).

Continuar lendo

O Porquê dos negócios fecharem.

Os negócios fecham por causa das pessoas, ponto final.

Os efeitos da falha podem ser observados, por exemplo, na organização, nos processos, produtos ou serviços, finanças, marketing e vendas.

As causas podem ser relacionadas, por exemplo, com o planejamento estratégico, implementação, gerenciamento, controle, recursos humanos, falta de inteligência competitiva, ou fatores externos como dinâmica do mercado ou regulamentação governamental.
Continuar lendo

Planejamento e o Pequeno Empresário

A Importância do Planejamento Estratégico

Quando se fala em planejamento estratégico, por vezes, se associa com papelada, teorias da velha escola, uma tarefa enfadonha e interminável, e assim por diante.

Mas na verdade é um procedimento natural e embutido nas atividades praticadas diariamente. Planeja-se o melhor percurso para ir ao escritório. Planeja-se quando se vai às compras. Planeja-se as férias. E assim se faz com diversas outras tarefas e atividades diárias (profissionais e pessoais).

Continuar lendo