Rede de Negócios

rede de negociosNosso projeto da Rede de Negócios do IEAGE está em operação.

Dobramos o espaço para o anúncio grátis que oferecemos no Diretório de Negócios da rede de negócios do IEAGE e que faz parte do ecossistema de empreendedorismo do portal do IEAGE.org.

Divulgue a sua empresa na rede de negócios, para crescer a empresa, acelerar e aumentar a vendas.

Faça o registro grátis e divulgue sua empresa globalmente em 20 idiomas.

Nossa Missão é ajudar a empreender, a desenvolver novos clientes, novos canais, novos negócios e oportunidades. Procuramos desenvolver novos canais e novos mercados para ajudar o sucesso da pequena e média empresa.

Colocamos em prática nosso projeto, depois de anos de pesquisa, estudo e dezenas de modelos analisados até chegarmos ao mais funcional, simples e que agregue valor rapidamente à pequena e média empresa que participa da Rede de Negócios do IEAGE. A Rede de Negócios é estruturada em um diretório de negócios, um grupos de discussão (fóruns) para apresentação dos produtos e serviços e busca de parceiros e clientes, e uma academia para capacitar o empreendedor.

Criamos um ambiente global para as PMEs (Pequena e Média Empresa), para atender o empreendedor, focado em segurança, credibilidade e perenidade.

A pequena e média empresa (PME), globalmente, é responsável por (+/-) 50% do emprego global, se queremos mitigar os riscos e  a influência das crises econômicas e desemprego nas PMEs, os governos e instituições correlatas têm que somar esforços para desenvolver e fortalecer as PMEs, criando uma Rede de PMEs de atuação local, regional e global, pois assim as economias cresceriam  mais consistentemente, fortalecidas e mais imunes a crises financeiras, crises estas completamente estranhas  e não geradas pelo pequeno ou médio empresário.

Redes Sociais: conceitos básicos – parte 3

Redes Sociais – Conceitos – parte 3

Depois de longo interregno em relação ao último artigo sobre redes sociais, escrevo esta terceira parte da sequência. Entre vários motivos para esta demora, o principal é a não satisfação com o desenrolar da apresentação do tema que ficou um pouco agreste e com muitos conceitos e definições sem uma aplicação prática imediata.

No entanto, relendo um artigo de uma das figuras proeminentes da área, vejo espelhado o meu sentimento nas frases finais do seu artigo e que transcrevo abaixo:

“…nós contamos os triângulos da rede ou medimos as sequencias de graus, mas não temos a menor ideia se estas são as únicas quantidades importantes a medir (quase de certeza que não são) ou mesmo se elas são as mais importantes.” (NEWMAN, 2003. p.47-48)

Não obstante, faz-se necessário o término desta série de artigos sobre as redes sociais para que possamos seguir adiante com outras perspectivas, assuntos e novos insights e informações que surgiram, neste último ano, sobre o tema e outros assuntos.

Continue Lendo “Redes Sociais: conceitos básicos – parte 3”

Redes Sociais : conceitos básicos – parte 2

Redes Sociais: conceitos básicos – parte 2

Para desenvolver uma modelagem de uma rede social pode-se utilizar uma das três notações seguintes: a da teoria dos grafos, a da sociometria baseada em sociomatrizes ou a da notação algébrica.

E, para se desenvolver uma análise de uma rede social utiliza-se a teoria dos grafos, estatística, probabilidades e modelos algébricos. Quanto aos tipos de análise, pode-se desenvolver uma análise estrutural (Alain Degenne e Michel Forsé; Scott), uma abordagem matemática (Moreno) ou pelo que hoje se define como “ciência de redes” seguindo a linha de Barabási, Newman, Watt e Barabási.
Continue Lendo “Redes Sociais : conceitos básicos – parte 2”

Redes Sociais: alguns modelos e conceitos básicos – parte 1

Redes Sociais: alguns modelos e conceitos básicos – parte 1

Introdução

Relembrando um pouco de “História”, observa-se que, em realidade, “redes sociais” não é uma tendência ou um aspecto inusitado. Na idade média, por exemplo, os templários ou os grandes construtores de catedrais – os maçons – já tinham as suas redes sociais. Assim como, não é particularidade da década de 80 a globalização, no seu conceito alargado, pois os navegadores da antiguidade já desenvolviam a globalização com o comércio de especiarias e a exploração dos recursos naturais de terras além-mar, e com a expansão dos impérios coloniais (português, espanhol e britânico).
Continue Lendo “Redes Sociais: alguns modelos e conceitos básicos – parte 1”