Estratégia Oceano Azul – Blue Ocean Strategy – Parte 1

1. Porque é tão interessante a Estratégia Oceano Azul?

Com o atual estágio de desenvolvimento tecnológico, com a produtividade em níveis elevados e com a oferta superando a demanda, observa-se que os preços estão caindo.

Concomitantemente, a globalização adiciona alguns fatores para tornar o ambiente mais competitivo, dentre vários, um é o de diminuir a barreira de entrada a novos entrantes e outro é o de diminuir os custos de produção.

 Adicionando mais um viés ao aumento de competitividade, constata-se que a população dos países ricos, principalmente na Europa, está decrescendo, e mudando o perfil para uma população mais idosa. O que, por conseqüência, faz com o diminua a demanda. Ressalvando algumas exceções, nichos de mercado específicos para esse perfil de consumidores.
 
Com este cenário, a criação de novos mercados com foco em “não-consumidores”, para criar demanda, utilizando a estratégia oceano azul, torna-se uma perspectiva interessante. Claro, isto sem desconsiderar outras alternativas, estratégias ou metodologias.

Um ponto interessante da estratégia oceano azul é de como criar valor e como deixar o consumidor confortável e desejando pagar, por esse novo valor criado. A inovação tem um papel importante neste ponto. Ela deve ser alinhada com a praticidade ou utilidade, com o preço e com o custo. Este ponto crucial da estratégia oceano azul é chamado pelos autores de Inovação de Valor, ou Value Innovation.

O foco é em tornar a competição irrelevante, por meio da viabilização de um pulo (aumento) na criação de valor para os consumidores e para a organização. A conseqüência é a criação de um novo mercado.

1.1. Comparativo entre Oceano Vermelho e Oceano Azul

oceanovermelho-azul

  

1.2. O Estudo de Caso do Cirque du Soleil.

  • Eles criaram um mercado novo. Uma, das primeiras apresentações, chamava-se “Nós reinventamos o circo”.
  • Não competem no mesmo mercado, do circo convencional.
  • Não usam animais de circo ou estrelas de cinema.
  • Focam em outros consumidores: adultos e clientes corporativos, e, por conseqüência, criam uma nova perspectiva sobre os preços e a motivação e capacidade de pagamento, por uma experiência diferente.

 

2. Princípios da Estratégia Oceano Azul

principiosOceanoazul 

Se forem seguidos estes princípios, os riscos mencionados serão mitigados.

Estratégias efetivas, do perfil de oceano azul, devem mitigar os riscos não aumentá-los.

Sobre estratégia, para mudar a estratégia de uma indústria, deve-se reorientar o foco nos competidores para as alternativas e o foco nos consumidores para os “não-consumidores”.

Para utilizar simultaneamente a proposta de criar valor e custo baixo, não se deve utilizar o processo de benchmarking (comparação e estudo dos melhores casos da industria para criar referências e aplicar as melhores práticas), porque isso causará o retorno à estratégia de diferenciação ou de preço, resultando em uma análise convencional e a manutenção da posição dentro do oceano vermelho.

Mudando o foco nos competidores e consumidores, para outros mercados e “não-consumidores”, será possível desenvolver novas perspectivas e visões para criar novas soluções, melhores elementos para a criação de valor e desenvolvimento de novos mercados além dos limites ou fronteiras atuais.

No próximo artigo será tratado o Quadro de Estratégia, onde se detalhará a curva de valor de inovação (Value Innovation) e as ações estruturais que são elaboradas em cima de quatro perguntas fundamentais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s